sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Sorriso

O sorriso lava-nos a alma
E alegra quem o recebe,
Um sorriso verdadeiro e calmo
A qualquer um enternece...

Ai eu quero sorrir sorrir
E que meu sorriso se espalhe
Como uma flor ao abrir
O seu perfume te orvalhe...

Enternece o velho e o novo
O pobre, o rico e o remediado
A nobreza, clero e povo
E quem está angustiado...

Ai eu quero sorrir sorrir
Até meus dias findarem
Até meu corpo partir
Até meus lábios gelarem...

Não regateies sorrisos
Nem os guardes - pensa bem!
Porque sorrisos são mimos
Que se dão e se recebem

Ai eu quero sorrir sorrir
Para ti que és minha amiga
E para quem detesta rir
Ou para ti minha inimiga...

Hoje sorrio para toda a gente
Com enorme carinho e ternura
Com amizade e muito contente
Desejando-vos muita ventura...

Ai eu quero sorrir, sorrir
Para além da minha vida, 
Meus lábios hão-de florir
Mesmo depois da partida!!! 

Clara Faria da Rosa
18/01/2019 - Dia Mundial do Sorriso


terça-feira, 15 de janeiro de 2019

O arranjo de Natal que falou!

 Só ontem  natalícia, comecei a guardar as decorações de Natal, os Meninos que estavam sobre as mesas,as louças que costumo usar nesta época...Enfim, tu sabes o que pretendo dizer, ia ficando tudo mais triste, mais escuro, com pouco brilho e pouca cor o que se reflectia em mim...Só me faltava  centro de mesa que diga-se a verdade, ainda estava bastante viçoso!
Resoluta lanço mãos à obra e lá me dirijo ao dito arranjo para o lançar ao lixo, quando ouço dizer:
-Estás de tal forma  obcecada com a tua tristeza por se ter acabado o Natal que nem te dás conta de que as minhas folhas de nespereira, que apanhaste debaixo de chuva, continuam verdes e viçosas. Olha para mim e ficarás alegre, com a minha graça e  frescura e pensarás na alegria e satisfação que te trouxe e aos teus familiares e amigos que se sentaram , nestes dias, à volta desta mesa ...
Admirada reparo, com olhos de ver e constato que na verdade, não há necessidade, de o desprezar, simplesmente por causa de uma data.
- Tens razão, respondo eu, se liberdade é a gente poder fazer e pensar o que quiser, não vou pensar em algo desagradável como o fim de uma festa, que eu aprecio sobremaneira, nem vou deixar que isso me acabrunhe. Vou ser ousada e deixar que esse espírito de Natal permaneça na minha casa, com a tua ajuda, afinal não há nenhuma regra que me obrigue a deitar-te fora só porque já passamos o dia 6 de Janeiro! 
-Fico contente, respondeu-me o arranjo, por ser aceite tal como sou, um pouco ultrapassado no tempo, e continuar a ser um factor de satisfação e alegria, na tua casa e na tua vida,
-Até vai ser divertido, ter-te por mais tempo na minha vida, respondo. 
É isso que precisamos todos, aprender a  apreciar o lado divertido das coisa para nos tornarmos sábios, fortes e felizes neste novo ano de 2019.
Afinal, em teoria, o Natal  pode ser todos os dias , e eu posso ter um arranjo de Natal quando quiser!

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019



Com mais de cinquenta anos...

Não tenho quarenta, nem cinquenta, mas setenta
Não sendo jovem, meu coração não envelheceu,
Faço mais do que muitas de vinte ou trinta
Minha capacidade de amar e de sorrir permaneceu...

Sinto-me feliz por ter chegado aos setenta
E tu jovem, até onde chegarás ?
E tu sendo novo, com garra a vida enfrenta
Luta, sofre, ama e assim vencerás...

Então aparecerá um parvo qualquer
Que anunciará aos quatro ventos
Que depois dos cinquenta não se é mulher...

Sinais de modernos e conturbados tempos
Que não privilegiam o envelhecer
Nem o  que somos mas o que parecemos!!!

Clara Faria da Rosa
14/01/2019











Império de Bicas de Cabo Verde,

Chá do Espírito Santo:
EXPOSIÇÃO
Como não somos de dar ponto sem nó, e como também entendemos que todas as coisas e acontecimentos podem ter várias vertentes, aproveitámos o chá que realizámos no passado  dia 12 e , numa atitude pedagógica, relacionámos o evento com objectos que nos são queridos e que em muitos casos contam histórias das nossas famílias, das nossas vivências e fizemos uma exposição de bules, chávenas e outros objectos relacionados com o ritual do chá  e assim decorámos apropriadamente o espaço.
Foi muito engraçado ouvir os comentários das pessoas ao relacionar as peças expostas com algumas que faziam parte do seu imaginário e experiências passadas.
Aqui ficam alguns apontamentos fotográficos, para os que não puderam vir!
















































Império das Bicas de Cabo Verde

 Chá das Cinco
 
Cá estamos nós, a comissão do Império de Bicas de Cabo Verde, muito satisfeitos por termos levado a cabo esta  missão que foi o chá sob a inspiração dos dons do Divino Espírito Santo, Sete dons: Fortaleza,Sabedoria, Entendimento, ciência, Conselho, Piedade e Temor de Deus, sete bolos, sete chás.
Devo registar que na foto falta a nossa companheira D. Fernanda Teixeira que muito colaborou para a realização deste evento mas que não pôde estar presente.
E lá pusemos então, mãos à obra, alindamos a sala, comprámos as sete qualidades de chá, fizemos as sete qualidades de bolos a saber, bolo de laranja, de cenoura, de canela, de figo,  de chocolate, bolo tropical e pão-de-ló e juntámos a lanchar e a tomar chá cerca de 130 pessoas à volta de chávenas brancas como pombas de alfenim.
 Foi um momento maravilhoso, que jamais esqueceremos e que tenho dificuldade em descrever de tão contente que estou por ter corrido tão bem e por pertencer a um grupo tão empenhado, coeso e que sabe assumir as responsabilidades assumidas!
Ficam algumas fotos como testemunho...


 









 












































         Ó Senhor Espírito Santo
         Nós te veneramos tanto,
        És doce, colorido e perfumado
        E em redor da ilha muito amado!