quinta-feira, 6 de março de 2014

De Choro Fácil


Sou uma pessoa que chora facilmente. Na terça- feira passada tive que me conter para não chorar ao assistir à apresentação da dança de pandeiro da escola básica integrada dos Biscoitos / 2014, com o titulo " A comichão de Festas ". Uma dança com a duração de 40 minutos e a intervenção de 28 elementos de palmo e meio, aliás, alguns nem a um palmo chegavam... Só não desatei a chorar com vergonha e ou medo de ser mal compreendida. É que fico sempre com um nó na garganta, muito comovida,  quando vejo alguém no seu melhor a realizar importantes proezas, seja homem, mulher ou criança, não tendo isso nada a ver com o serem pessoas notáveis, o que para mim  é outra coisa completamente diferente.
Desde essa hora, tenho meditado frequentemente no esforço, coragem e disponibilidade que os professores dispensaram para  com o seu empenho conseguirem apresentar um trabalho de tal envergadura. São professores na verdadeira acepção da palavra!
Como professora que sou, embora aposentada, sei dar o valor ao que foi necessário para se atingir tal nível; é que no palco é uma coisa mas na escola, nos ensaios, é outra coisa completamente diferente...
Um trabalho pedagógico que  teve, tenho a certeza, o dom de despertar naqueles alunos e na restante comunidade escolar, o gosto, amor e respeito pela nossa cultura e pelas nossas tradições incutindo-lhes em simultâneo o sentido estético e harmonioso interior.
Tenho a certeza que daquele grupo sairão futuros dançarinos, puxadores, ensaiadores e actores. Uma verdadeira escola que nos dá a certeza de que com semelhantes atitudes o Carnaval terceirense, nos moldes tradicionais, não acabará.
Não posso continuar, tenho os olhos inundados de lágrimas.
Bem hajam!!!

video

Sem comentários:

Enviar um comentário